Comi a Vizinha Casada

Comi a Vizinha Casada

Comi a Vizinha Casada

Meu nome é Luciano e moro em Savador – BA, e vou contar como virei o PA da minha vizinha casada.

Me considero um cara atraente, tenho 33 anos, 1,89m, cabelos loiros castanhos, olhos mel e peso 95Kg.

Eu havia me mudado recentemente e passei a usar bastante as áreas de lazer do condomínio novo, principalmente a piscina e academia. Como sou solteiro, sempre levava uma paquera pra praia na frente de casa e depois relaxava na piscina e mais tarde subia para “finalizar o dia”.

Foram nessas idas à piscina e a academia que acabei conhecendo a minha vizinha Paloma. Ela é a perfeita definição de mulherão, alta com seus 1.78m, uma bunda fantástica, pernas gostosas, seios com aquele silicone perfeito, olhos escuros e uma boca que só de olhar, dá vontade de beijar.

Nas primeiras vezes nossa comunicação era apenas aquele bom dia, boa tarde e boa noite no elevador e nas outras áreas, por várias vezes ela estava acompanhada do marido e por isso sempre a respeitei e não fazia nada além de admirar tanta sensualidade.

Uma aproximação maior começou num final de semana em que fui para a piscina sozinho para tomar um sol. Na piscina, entre outros condôminos estava Paloma com duas amigos e um amigo gay. Eles estavam bebendo, ouvindo música na caixinha de som e se divertindo.

Como eu estava sozinho perguntei se podia pegar um Gin em casa para acompanhar eles na curtição. Acabei sendo muito bem recebido por eles e começamos todos a conversar. A princípio falamos amenidades, perguntando o que cada um fazia da vida, o que gostava de fazer nas horas de lazer, essas coisas bem básicas.

As duas amigas de Paloma também eram muito lindas e sensuais, mas acabei ficando na minha pois estava me encantando por Paloma, ela é uma mulher vibrante, cheia de vida e energia, tem aquela luz que chama a atenção das pessoas naturalmente, tipo mulher/moleca.

Além disso ela estava com um biquíni fio dental que me deixou muito excitado, em alguns momentos agradeci que estávamos dentro da piscina, pois se não meu volume ficaria evidente na sunga.

A conversa e o álcool foram fluindo até o momento que a amiga de Paloma que se chamava Flávia veio me perguntar se eu era solteiro.

Respondi que já havio tido 2 relacionamentos sérios na minha vida, mas atualmente estava solteiro.

Paloma rebateu minha resposta dizendo:

E parece que está procurando o 3º com bastante vontade né?

Eu fiquei sem resposta além de rir, o que acabou por fazer Paloma rir também. Mas foi aí que eu percebi que ela poderia estar a fim de mim, afinal ela não chamaria a atenção para isso se não tivesse algum interesse.

De qualquer forma o pessoal ficou sem entender a colocação que ela tinha feito e ela explicou para Flávia, Erika e Will, que eu era um cafajeste com bom gosto pois eu trazia sempre mulheres bonitas pra casa.

Os três começaram a me bombardear de perguntas tipo:

Se transar com várias mulheres diferentes me satisfazia?

O que eu dizia para as mulheres para elas saírem comigo?

Se eu usava apps de paquera?

Resumindo as respostas, disse que já havia tido dois relacionamentos extensos, um atrás do outro e que agora era minha hora de curtir estar solteiro, ainda mais agora que eu havia descoberto o segredo de como conquistar as mulheres que é que todas querem atenção. Então não importava se eu conhecesse numa festa ou num app, eu só dava atenção a elas que a maioria aceitava sair pra se conhecer e a coisa evoluia daí

Elas ficaram fascinadas pela resposta e Erika comentou:

Mas isso não adianta nada se o cara não for bom de cama.

Paloma emendou:

Então ele deve ser, pois todas saem sorrindo. KKKKK

Todos rimos e percebi que depois desse comentário era uma questão de oportunidade para conseguir ficar a sós com Paloma e ter a minha chance com ela.

Então, como a bebida havia acabado disse que podíamos ir lá pra casa para continuarmos bebendo e assistirmos o por do sol.

Subimos e a conversa foi ficando mais apimentada e da mesma forma que as meninas me questionavam as coisas eu também perguntava delas.

Acabou anoitecendo e ficamos com fome, eu disse que podia cozinhar um macarrão para eles mas precisava comprar a massa pois tinha acabado. Ficou combinado de Paloma e Erika irem tomar banho no apartamento de Paloma e Will e Flávia fariam a gentileza de ir no mercado comprar a massa e outros ingredientes já que eu ia cozinhar pra eles.

Deixei-os na varanda e fui tomar meu banho.

Quando já estava saindo do banheiro, Paloma entra no meu quarto sem a canga, apenas de biquíni e fala:

Realmente, com uma pica dessa é difícil não sair desse quarto sorrindo. Deve ser melhor ainda dura.

Eu fiquei sem reação, ou melhor, minha única reação foi ficar duro olhando aquela mulher deliciosa na minha frente. Quando finalmente dei por mim, instintivamente comecei a me tocar e então disse:

Ela ficou dura várias vezes na piscina, só de olhar esse seu biquíni fio dental.

AHHHH É? Esse que deixa essa marquinha? E dizendo isso ela baixou a lateral da parte debaixo do biquíni deixando aparecer uma marquinha deliciosa. Depois disso ainda deu uma voltinha pra mostrar como tinha ficado a marquinha na bunda.

Eu já tava com o pau mais duro que pedra, mas fiquei preocupado de alguém entrar no quarto e nos ver e perguntei:

continua depois da publicidade

Paloma, o pessoal vai desconfiar de vc aqui.

Relaxa eles que me incentivaram a vir aqui porque eu estava curiosa em saber se entrasse no quarto, também sairia sorrindo.

Mas e seu Marido?

Ele está numa convenção da empresa no exterior.

Essa foi a deixa que ela deu e eu fui andando pra ela e disse: Já que vc falou do meu pau sente ele aqui. Peguei um de suas mãos e coloquei apertando a cabeça do meu pau. Ela começou a me punhetar e falou:

É a primeira vez que pego no pau de um homem antes de beijar sua boca. Safado do jeito que sou, respondi:

Então eu vou chupar sua buceta antes de te beijar também!

Então fui tirando o biquíni enquanto ela me punhetava. Quando ficou nua, eu a coloquei no sofá e comecei a beijar seus pés e ir descendo pela perna, bem devagar e olhando nos olhos dela.

A cada cm que eu ia mordiscando e beijando sentia o tesão ir tomando conta do seu corpo até que comecei a chupar a bucetinha dela bem devagarinho e fui aumentando o ritmo, fazendo com que o tesão fosse crescendo cada vez mais.

Chupei a bocetinha dela com vontade, queria fazê-la gozar na minha boca. Ela gemia e falava:

Vai seu safado gostoso. Meu deus que língua é essa, se continuar assim eu vou gozar.

Ouvindo isso chupei com com mais intensidade, segurei forte uma perna com uma mão e comecei a passar o dedo em um dos mamilos.

Ela não aguentou e gozou bem gostoso rebolando, gemendo e apertando minha cabeça com as coxas. Quando ela afrouxou eu disse:

Agoraa eu vou te beijar com o gosto delicioso da sua buceta e dei um beijo bem molhado nela.

Então vou ter que retribuir deixando vc gozando na minha boquinha também.

Ela mal terminou a frase e já estava caindo de boca na minha pica. O boquete dela era sensacional, fazia me olhando nos olhos, chupava, engolia, engasgava, punhetava, batia na cara com meu pau e aquele boquete foi me deixando louco. Mal podia acreditar em toda aquela putaria que a vizinha estava fazendo comigo.

Ela sentiu que eu ia gozar, parou de repente, apertou minha pica com força e disse:

Calma, vc vai gozar na minha boquinha, mas antes tem que comer minha bocetinha. Ela ficou de quatro, abriu bem a bocetinha com uma das mãos, olhou pra trás e emendou. – Vai, mete gostoso seu cachorro safado!

Pincelei minha pica do grelinho ao cuzinho umas 3 vezes, fazendo ela gemer e rebolar, antes de colocar na entrada da bucetinha dela e ir metendo bem devagarinho.

Que buceta gostosa Paloma, tão molhada e quente.

Seu pau que é uma delícia, grande, grosso e tá tão duro!

Minha pica entrou gostoso na bocetinha dela, e fui metendo devagar, aproveitando cada centímetro daquela boceta, segurando firme em sua cintura.

Me chama de puta e vadia seu cachorro, você deve estar adorando comer a mulher de outro homem, né?

Você é muito safada e cachorra Paloma, tava querendo dar pra uma pica diferente é sua putinha vadia? Então peguei seu cabelo, dei uma volta na mão e puxei com vontade. – Você merece é um monte de tapa por ser vadia assim. E dei um tapa bem gostoso na bunda dela.

O tapa só a deixou com mais tesão!

Você é muito cachorro vizinho.

Percebendo o quanto ela estava gostando eu comecei a meter com mais vontade, fazendo meu corpo estalar ao bater na bunda dela enquanto metia.

Isso me fode com força vizinho!!!

Percebi que ela estava pra gozar de novo e dei tudo de mim, metendo com voracidade em sua buceta e deixando sua bunda vermelha de tanto tapas. Quando ela estava gozando eu puxei seu cabelo para trazê-la de para mim e comcecei a mastubá-la no grelinho com minha pica ainda dentro da sua buceta. Com a outra mão segurei seu pescoço e apertei o suficiente para ela sentir minha força sem machucar e falei:

Goza gostoso na pica do seu vizinho sua puta cachorra.

Isso foi o suficiente para fazê-la soltar um gemido bem gostoso de gozo e ficar se contorcendo toda em espasmos de orgasmo.

Eu também já estava praticamente gozando de tanta putaria e ainda segurando seu cabelo, a virei de frente, coloquei minha pica de frente pra aquele rostinho e gozei como gozei poucas vezes na minha vida, melando sua boca rostinho e seios. Ela saboreou todo meu gozo catando cada gota com o dedo e levando a boca.

Cai desfalecido na cama e ela falou:

Sabia que eu ia sair sorrindo da sua casa!

Deixe um comentário