Minha prima meio loira

Eu e minha prima nunca fomos “as melhores amigas do mundo”, mas estávamos sempre juntas ali na alegria e na tristeza. Ela uma linda moça de cabelos quase loiros e um corpo lindo e eu uma simples menina que nunca ligou pra se arrumar.

Desde muito tempo atrás, minha prima queria ficar comigo por saber que sou lésbica e ela ser bissexual, mas nunca dei bola, afinal parecia coisa de louco ficar com minha própria prima sabe?

Confesso que muitas vezes olhei pra ela de outra forma e não apenas com aquele carinho de primos, porém mesmo assim sempre foi só um pensamento bobo pra mim.

Tempo se passou e fiquei com pessoas no caminho, ela continuava linda como sempre foi e eu a mesma boba de sempre. Certo dia me peguei pensando de forma diferente sobre ela novamente, porque com tantos pedidos eu nunca havia ficado com aquela menina que fazia de tudo por mim?

Mesmo com amigos sempre arrastando eu nunca tinha cogitado a possibilidade de ficar com ela, até aquele dia… Ela havia apostado com amigas e teria que ficar comigo até o fim do mês, no momento eu estava brava com ela por ter ficado com uma amiga que eu gostava, então como sempre neguei seu pedido.

Se passaram alguns minutos durante a aula e eu não parava de olhar para ela e pensar, porque eu tinha sido cruel dessa forma e dito não pra uma pessoa que eu talvez realmente sentisse atração,

Pensei um pouco e fui falar com ela perguntei o motivo de estar tão triste sendo que não era a primeira vez que recebia não sobre o assunto, ela respondeu que só estava decepcionada com o assunto, olhei para ela de forma diferente e lhe disse que ficaria com ela na saída da escola.

O dia foi passando e chegou o momento eu com o coração acelerado sem saber o motivo fui para o banheiro da escola com ela, na última cabine onde a porta trancava.

continua depois da publicidade

Olhei para ela com cara de vergonha e ela sem exitar começou a me beijar, descendo a mão pelo meu corpo meio trêmulo por estar nervosa ela foi fazendo eu me entregar até o ponto que ela me pegou no colo, encostou na parede e começou a me beijar de forma mais quente, pouco a pouco me entreguei e quando menos esperava ela me disse:

“-Abre a calça..”

Eu totalmente com vergonha no momento ri de forma sensual e disse que ela estava bem ousada, ela riu, não demorou para ela mesma abrir a calça e ir descendo a mão enquanto me beijava,

No momento eu já estava totalmente entregue, beijava ela de forma mais lenta, enquanto me contraía com seus toques suaves e constantes, estava toda molhada quando ela olhou no meus olhos e disse que me amava,

Eu disse o mesmo, ela riu, empurrei ela contra a parede na ponta dos pés, beijando ela devagar, parei cheirei seus cabelos loiros e disse:

“-Eu realmente te amo”

Deixe um comentário