Peguei a cunhada com o cunhado em casa

Olá, este é o meu primeiro de muitos contos. Resolvi dividir as minhas experiências com vocês. Meu cunhado sempre vem em minha casa passar o fim de semana com a esposa, quando começaram a namorar ela tinha 18, essa história ocorreu quando ela tinha 20.

Estávamos em casa e como de costume comemos alguma coisa, bebemos um pouco mais, e subimos assistir algum filme.

Carla, minha cunhada, é uma loira natural linda, cara de novinha safada, seios médios e bem firmes e empinados, bumbum grande e durinho e adora usar saía e descuidadamente esquecer as pernas abertas de frente pra mim, ou usar calça legging com a bucetinha bem dividida, bem aparente.

Eu já vinha percebendo os seus olhares e certo dia ao ir ao banheiro, dei de frente com ela com a porta aberta. Fiquei parado alguns segundos admirando a bucetinha e percebi que ela mordeu os lábios olhando o enorme volume crescendo na bermuda. Saí sem falar nada, mas não deixei de pensar.

Nesse dia, quando subi para assistir o meu cunhado estava sentado com ela e a minha esposa estava deitada ao lado, ela fez menção de levantar mas falei que não precisava, sentaria num pufe no chão.

Como fazia frio, estavam com um cobertor e eu entrei embaixo também, ficando sentado em frente à cunhadinha.

De repente senti seu pezinho 34 passando pelo meu quadril e pelas minhas costelas, procurando caminho, sem demonstrar nenhuma reação, facilitei a passagem e logo, sem cerimônia, seu pezinho massageava meu pau que já estava explodindo de duro, puxei a calça e deixei que ela tocasse ele quente e molhado e foi o que ela fez, sem parar durante todo o tempo.

Certa hora, minha esposa disse que iria tomar um banho e a minha cunhadinha disse que precisava ir ao outro banheiro. Meu cunhado é daqueles que odeia qualquer tipo de conversa durante um filme, é fica em outro mundo assistindo, perdendo totalmente a noção do tempo e tudo mais.

Sabendo disso é de que minha esposa demora no banho, desci também e fui até o banheiro em que a cunhadinha estava, para Minha surpresa, ao chegar me deparei com ela se masturbando bem gostoso, massageando rapidamente aquela Buceta rosinha e pequena, que já estava encharcada..

Ao vê ver a cunhadinha agarrou a minha calça e me puxou ao seu encontro abaixando toda a calça e abocanhando o meu cacete grosso como se estivesse faminta.

continua depois da publicidade

Mamou como se não houvesse amanhã, porém como não tínhamos muito tempo ela se levantou e virou aquela bundinha empinada dizendo:

– Soca de uma vez esse pau grosso na sua cunhadinha, me arrebenta como o meu marido nunca vai conseguir fazer…

Eu louco de tesão apontei a cabeça q latejava na bucetinha encharcada e meti de uma vez só, o pau deslizou por estar tão molhada, mas entrou forçando muito, arrombando aquela bucetinha apertada, a cunhada soltou um gemido de dor e tesão mas não paramos, soquei forte e sem parar enquanto ela segurava os gemidos e rebolava no meu pau. A bucetinha dela latejava, parecia morder o meu cacete, de repente ela disse:

– Goza comigo cunhado, enche a minha bucetinha de leite. É bom pra ele me chupar depois e ver se aprende a me comer direito, goza na tua cunhadinha, goza comigo…

Não tive como pensar em não atender o pedido, meti forte até encher a bucetinha da cunhada de porra, ela mordeu o próprio braço pra abafar os gemidos e gozou como louca, não parava de se contorcer.

Tirei o pau e saí rapidamente, subi na sala como se nada tivesse acontecido, um pouco depois veio a cunhada com um copo de bebida explicando que demorou para fazer e depois veio a minha esposa.

De madrugada, como de costume ouvi a cunhadinha escandalosa com o cunhado.. o quarto era ao lado e eu ouvia ela dizendo, me chupa bem gostoso vai meu amor, chupa a sua esposinha.. precisei acordar a minha esposa que estava dormindo para poder dar um jeito naquele tesão todo.

Depois disso a cunhadinha sempre dá um jeito de foder comigo. Mas essas são outras histórias.

1 comentário sobre “Peguei a cunhada com o cunhado em casa

Deixe um comentário