O bruto me fodia e arregaçava toda até meu cuzinho

O bruto me fodia e arregaçava toda, já estava sem força mas adorava.

Antônio encostou o caminhão, parei de mamar e descemos. Ele me encostou na lateral do caminhão colocou minha calcinha de lado se ajoelhou atrás de mim e ficou me chupando. Sua língua enorme me invadia, sentia ela percorrer todo interior da minha BUCETINHA . Eu gemia e me contorcia de tesão. Ele sugava meu grelinho e me deixava louca.

Ele ficou de pé tirou o pau pra fora, colocou uma camisinha e posicionou na portinha da minha racha, de repente enfiou com tudo. Senti minha bucetinha queimar na hora mas ele não parou, metia sem dó.

Sentia as estocadas no fundo da minha buceta. Minha Xana nunca tinha recebido uma pica tão grande, eu sentia dor mas estava adorando. Eu gritava de dor e tesao. Ele me pegou pelo cabelo e socou mais forte, tirou minha camisa e apertou forte meu seio. Aquele homem gigante e bruto me fodia e arregaçava toda, já estava sem força mas adorando.

Quando estava para gozar me pegou pelo cabelo e me jogou de joelhos no chão, tirou a camisinha e enfiou a rola em minha boca. Começou a foder minha boca, sentia a cabeça daquela rola negra na garganta. Quase me engasgava, depois de algumas medidas Antônio gozou, várias esporradas lá na minha garganta, minha boca foi enchendo e escorreu pingando gozo nos meus seios.

Antonio tirou a rola e foi batendo ela na minha cara a medida q ela amolecia. Vestiu a bermuda e entrou no caminhão, entrei tbm enxaguei a boca com água e seguimos viagem.

continua depois da publicidade

Pouco mais a frente percebi que ele tava de rola dura de novo, o safado encostou novamente, tirou a rola pra fora, colocou outra camisinha. Puxou minha calcinha com tanta brutalidade que ela rasgou, jogou-a pela janela me pegou pela cintura, jogou-me em seu colo e encaixou a manhã gigante né mim.

Comecei a cavalgar, nessa posição eu n sentia dor e podia aproveitar mais aquela rola maravilhosa. Pulava feito uma puta no cio, Antônio me dava tapa na bunda e me chamava de ninfeta puta, de novinha safada, cachorra.

E eu adorava pulava mais a rola enorme me arreganhando mas eu queria mais. O puto enfiou o dedo fundo no meu cuzinho virgem e n aguentei. Gozei de jorrar molhando-o todo, em seguida ele tbm gozou, tanta porra que saiu bela base da camisinha.
Me tirou de cima dele me colocou no banco do passageiro amarrou a camisinha e jogou-a pela janela. Arrancou o caminhão e saiu.

Ao chegar em Salvador, Antônio me levou até a rodoviária e eu liguei para meu tio me buscar, enquanto esperava, mamei mais naquela rola gigante. O caminhoneiro gozou novamente me enchendo de leitinho, como não o conhecia direito cuspi. Alguns minutos dps meu tio chegou. Agradeço ao Antônio pela carona e fui embora.
Cheguei na casa e apaguei, as 17 hra acordei toda ardida, a buceta toda arregaçada, demorei a voltar a andar normal mas foi ótimo. Tive q maneirar no carnaval mas obviamente aproveitei tbm

Conto de Laureen

6 comentários sobre “O bruto me fodia e arregaçava toda até meu cuzinho

  1. Como eu queria um caminhoneiro assim adoro fuder de todo jeito fazer oral fazer boquete fazer anal amo dar o cu qdo acho do o cu todo dia fico louca qdo vejo uma rola grande e bom demais viro uma putona

  2. Minha esposa tem 36 anos 1.55 ,pesa 52 ql branca cabelos longos olhos azuis, esta louca pra dar pra um caminhoneiro até 45 anos corpo em forma e dotado, dentro da cabine, se não tiver caminhão ou carreta peso favor não perder seu tempo,vou junto mais só olho não participo, somos z/n sp , caminhoneiros de outros estados tem a preferencia

Deixe um comentário