Novinha comportada comprometida do curso de francês parte 04

Novinha comportada comprometida do curso de francês parte 04

NOVINHA COMPORTADA COMPROMETIDA DO CURSO DE FRANCES PARTE 4 (FINAL)

A Noite combinamos de ir a pizzaria, Rayanne e Dennis passaram aqui na minha casa para me buscar, o namorado corninho foi dirigindo, ela ao seu lado e eu no banco de trás, (atras da Rayanne) eu coloquei a mão na lateral do banco dela, e ela colocava o cabelo longo na frente e discretamente colocava a mão pra trás, então assim íamos de mãos dadas e se alisando o caminho todo fingindo que nada estava acontecendo.

Chegando na pizzaria, pedimos a pizza para nós três e alguns drinks, por baixo da mesa, eu sempre alisando ela com os pés, até que chegou uma hora que ela ficou do meu lado, e eu peguei em sua perna por baixo da mesa, quando olhei para o Dannis, ELE ESTAVA OLHANDO PRA BAIXO!

Olhando para minha mão na perna dela! Eu imediatamente tirei a mão, ele fechou a cara totalmente e olhou pra o outro lado, a Rayanne olhou pra mim assustada e falou apenas com os labios (sem som) “ELE VIU!”

Eu balancei a cabeça positivamente dizendo

“EU VI QUE ELE VIU…”

PQP, tinha que dar um jeito naquela situação, se não estava tudo perdido!! Na mesma hora eu comecei a dizer que estava passando mal dos drinks, me fingi de bebado, e cai sobre a mesa, ele ficou preocupado, eu disse que iria vomitar, pedi pra irmos pra casa e Dannis me levou praticamente nos braços com toda pizzaria olhando…

Desta vez no carro eu fui no banco da frente, Rayanne atras e Dannis dirigindo, em vários momentos peguei na perna dele, e cai por cima dele (Pra dar entender, que aquela mão na coxa da sua namorada era um ato involuntário por eu estar “passando mal”)

Foi a minha carta coringa, a jogada de mestre para me safar da situação.

Chegando em casa no whats, ela me disse que deu tudo certo e ele acreditou, eu falei a ela que queria uma recompensa por ter atuado tão bem, ela perguntou qual era, eu disse a ela que se o problema é o beijo,

Não precisaríamos nos beijar, mas queria transar com ela loucamente, disse que queria enterrar meu pau na sua buceta a todo custo… Ela disse que ia pensar na proposta….

No outro dia cá ela estava de novamente, dessa vez veio com uma sainha, deitou na minha cama e disse que tinha pensado sobre a proposta mas não tinha coragem, que só podia rolar o que rolou na ultima, eu disse que sem problemas e ja tirei o meu pau pra fora, onde ela começou a chupar loucamente,

continua depois da publicidade

Quando ela tava chupando, eu joguei ela na cama e fui pra cima, começamos um sarro louco ela com a saia toda levantada, e meu pau esfregando em cima da sua calcinha, no momento oportuno eu coloquei a calcinha pro lado e preparei o meu pau na entrada, ela ficou muito assustada, dizendo

“NÃO ANDRÉ, ISSO NÃO, POR FAVOR, EU NÃO QUERO TRAIR MEU NAMORADO”

Eu Fiz:

“Escuta aqui novinha, Tu vai ficar com essa hipocrisia até quando Rayanne? Tu ta na casa de outro macho, na cama de outro macho, chupando outro macho, TU JA TRAIU ESSE CORNO HA MUITO TEMPO!”

Não quis conversa e enfiei o meu PAU INTEIRO EM SUA BUCETA, ela tremeu de prazer e me disse:

“ENTÃO METE ESSE CARALHO SEU SAFADO!”

Nunca tinha visto ela falando desta forma, Meti no meio da buceta dela COM FORÇA, ela pedindo pra meter mais, gemia, apertava os seios, depois me abaixava metia a linguá na buceta dela, depois continuava metendo de novo, coloquei ela de quatro com o cabelo dela enrolado na minha mão, meti com força,

Depois fomos pro sofá ela cavalgou gostoso, depois fomos pro banho, mais uma foda embaixo do chuveiro com ela empinadinha com rosto encostado na parede, trepamos 5 vezes, foi a tarde inteira, ela disse que a buceta ficou toda dolorida…

Depois desse dia fodemos muitas vezes, ela vinha para meu apartamento duas vezes por semana, saimos varias vezes com o corninho, sempre quando ele ia ao banheiro ela alisava o meu pau por debaixo da mesa, até ao cinema fomos nós tres,

Ele nunca desconfiou, até um dia que ela me disse que não queria mais continuar com isso, faz 7 meses que não transamos mais, porém ainda tenho amizade com o casal e ainda tento comê-la novamente.

Apesar de todas as trepadas que demos ao longo de 4 meses de muitas fodas, ela nunca me beijou a boca.
Espero que tenha gostado desse relato! Abraços!

Deixe um comentário