Negra nível globeleza

Negra nível globeleza

Este fato que vou relatar aconteceu a uns 4 anos atrás, como disse no meu conto anterior, sou moreno 1.80 com 85 kg sou casado, mais parece uma coisa tenho uma coisa comigo que atraí as mulheres, deve ser o fato de ser um cara atencioso, prestativo e comunicativo.

Bem vamos lá! Depois de sair da natura, recebi uma proposta de uma Distribuidora Logística de peso, a qual não posso citar pois fica evidência, fui aprovado com 3 meses que estava trabalhando, tinha pouco contato, pensa em um lugar que tem mulher kkkkk,

Ai você já viu, em um determinado dia estava eu e um amigo antigo de empresa conversando, ai se aproxima Ana (fictício), que Negra! 1.77 de altura uns 66 kg bem distribuídos tipo globeleza kkkk, eu já tinha reparado nela mais como não tinha contato, mais vamos lá.

Reparando que eu e meu amigo riamos, ele se aproxima e pergunta sobre o que riamos, falamos que nada, mais ela já falava com meu amigo, ai ela fala:

Ela_sobre o que estão falando em?
Meu amigo_nada nega.
Ela_sei deve ser sobre mulher?
Meu amigo_não que isso.

Ai ele se vira pra mim sem nunca termos conversados e perguta:

Ela_Nego é verdade?
Eu_é sim não tem nada a ver.
Ela_todo pretinho é safado né?

Eu_fico quieto sem reação pois não tinha intimidade.

Dai ficou por isso mesmo, mais agora já tínhamos uma afinidade, 2 dias após termos tido o primeiro contato, entrei no fretado da empresa, por coincidência um banco depois do que ela estava, em companhia de um cara que não saia de seu pé, imagina uma mulher dessa como era cobiçada!

Detalhe era casada também, percebendo que eu estava atrás, ela se vira e puxa assunto, começa me mostrar fotos da irmã e dela, ai percebo que o cara não gostou, fico sem jeito.

No dia seguinte quando entro no fretado, me deparo com ela sozinha no banco, ai pergunto do cara, ela diz que está na hora extra, sento do seu lado e passamos a conversar, ai virou rotina, em um certo dia fui cumprimenta-la e fui surpreendido com um choquinho, ai ela me pede desculpas com uma cara de safada, meu eu tava louco pra fazer sexo com ela.

continua depois da publicidade

A gota d’água foi um dia que ela me fez uma pergunta no fretado, se eu já tinha ficado com alguém na empresa, ai falei que não pois era novo lá mal conhecia as pessoas, ai ela pergunta se eu tinha vontade, ai falei que sim, que era ela, fui surpreendido com seu sorriso, após isso marcamos de nos ver, onde ficamos a primeira vez, nesse dia não rolou sexo pois tava tarde pro 2, mais umas brincadeirinhas, que me deixaram pra explodir kkkk, mais remarcamos o dia D.

No dia marcado comprei uma langeri branca só o fio que eu adoro, para que ela usa-se pra mim no dia, chegando no barzinho bebemos um pouco e fizemos algumas safadezas como meter a mão um no outro escondidinho kkkk, quando finalmente fomos para o motel.

Quando entro no motel dou a peça intima pra ela colocar pra mim, quando de repente sai aquela Deusa negra, puta que pariu, que mulher, veio em minha direção e começamos a nos beijar, nesse momento meu pau já se encontrava quase saindo da calça, percebendo ela se abaixa abre meu ziper e abocanha meu pau, que mulher na arte de chupar,

Passava a linguá na cabeça melava ele todinho, só de pensar já fico de pau duro, em seguida a levanto e a beijo, percorrendo todas suas curvas, até chegar em sua bucetinha lisinha, prontinha pra mim, que gosto maravilhoso de tesão, chupei como se fosse um sorvete, depois partimos para um delicioso 69 onde passei a linguá em seu maravilhoso cuzinho que me excitava.

Quando não aguentávamos mais ela pede para colocar pois não aguentava mais, cara nunca transei com tanto tesão como com essa mina, quando fui colocando meu cacete em sua bucetinha molhada, sinto todo seu calor, ai não tem como começo os movimentos de vai e vem constantes, mais eu só um cara que na relação gosto de fazer em varias posições e de varias formas, meu deixei ela louca,

Ela gemia me apertava e suspirava fundo, foi de 4, de bruço, em pé, de lado, sentada de frente, de costas e de formas improvisadas kkkk, ela cansada mais não parava e eu queria mais e mais fuder aquela buceta maravilhosa,

e um detalhe sobre mim é que demoro pra gozar, nessa noite foram umas 4 vezes seguidas, cada vez que colocava meu pau nela, que a chamava de cachorra, de vadia e que ela rebolava e gemia esses momentos não tem preço.

Nosso caso durou 3 anos ainda nos falamos, e sempre nos vemos não presta kkkk, já fizemos varias loucuras junto, vou relatar em outros contos, quando finalmente experimentei seu cuzinho maravilhoso.

Se você mulher estiver interessada deixe seu contato no e-mail abaixo

[email protected]

Deixe um comentário