Me tornei corno, mas salvei meu casamento

Conto real acontecido no inicio do ano, resolvi postar pois adoro ler contos e acho que alguém pode usar este conto como incentivo, para mudar seu casamento.

Me chamo Paulo(fictício) tenho 49 anos estou no meu segundo casamento, minha esposa Patricia (fictício) tem 44 anos e também no segundo casamento. esta acima do peso, mas pense numa mulher gostosa, que goza de lavar a cama, uma delicia.
Estamos juntos já a 5 anos e já entramos naquela rotina, onde o sexo já não tem aquela chama ,coisas da vida mesmo, e eu venho a tempos dizendo a ela..
Amor vamos apimentar nossa relação, colocar uma fagulha, uma mulher ou um outro homem , pra fugir da rotina e voltarmos a dar tesão um ao outro.
Porém ela sempre desconversa, diz que estou louco, doente e fui deixando isso pra lá, afinal nada bom insistir.
Uma certa noite saímos e após beber um pouco a mais eu tentei novamente investir no assunto, e enquanto eu chupava ela perguntei que tipo de homem, ela gostaria de ter conosco, para faze-la gozar como antes,a resposta veio assim..quando vc arrumar um homem que se pareça com o Jason Momoa(Aquaman) realizo sua fantasia…Meu pau murchou ou seja nunca né kkkkkk..
Como a situação andava crítica resolvemos ir dar uma volta aqui pelo nordeste, tirei 5 dias de ferias na empresa e partimos de carro para a Paraíba a passeio, com passagens em alguns lugares lindos, mas aquele sexo sem tesão, estava sempre junto..o peste essa viu kkkk.
No penúltimo dia da vigem estávamos em uma pequena cidade e partimos para uma praia que ficava a 190 km da cidade, no meio do caminho o carro deu piti…parou e não ia mesmo..eram 9 da manhã um sol para cada um, e já estávamos parados a 2 h e nem uma alma passava… de repente vem um carro antiguinho, para e um senhor de seus 65 anos grisalho, porém forte bem apessoado, se detêm e oferece ajuda e diz.. Dr acho bom a gente puxa o carro até a cidade, lá o senhor liga para o reboque, porque por perto ninguém mexe nesse carrão seu não…conversei com a esposa e achamos melhor aceitar a ajuda, amarramos o carrão no carrinho e vamos voltar uns 50 km até a cidade.
Parou na porta do hotelzinho, e disse aguardar a gente se registrar.Mas como tudo podia piorar o único hotel da cidade não tinha vaga….pqp, a esposa queria banho descansar ,estava com fome..eu nem sabia o que fazer..
O senhor de nome Sinésio ofereceu sua casa, disse que ele a esposa teria muito prazer em nos receber, só explicou que toda sexta recebia uns amigos para jogo de cartas em casa(era sexta) se não houvesse problemas…acabamos por aceitar.
Ao chegarmos na casa dele, uma boa casa de varanda grande vi uns 4 sofá gigantes, a esposa dele Ioná uma coroa de uns 55 anos, mas muito inteira, bunda durinha, peitos a postos, nos recebeu, nos levou até um quarto com cama de casal, e disse fiquem a vontade.Minha esposa foi tomar banho e logo após comemos algo lá mesmo com eles, e foi dormir.
Como eu de irritado não conseguia fiquei lá de papo com o casal de senhores e ele começou a bater uma bebida e me ofereceu, disse que o nome era cajuada, que era pra dar força, tomei um pouco, menino aqueceu tudo…e papeando o velho pegou a esposa e pôs no colo, abraçando ela, e apertando seus peitos, nisso a sainha que ela usava se levanta um pouco e vejo que a safada estava sem calcinha, e mostrou uma buceta rosada aparente poucos pelos,meu pau deu riste na hora, o velho nem ai enfiou a mão por dentro da saia deu uma passada de mão e exclamou..Hoje minha ppk vai chorar…deu risada, eu fui pro quarto..tesão lá em cima fui ver se fodia minha mulher, que nem me deu a minima.
pelas 18;00 h levantamos, e devido o calor minha esposa colocou um vestidinho florido bem leve, eu bermuda e sem camisa, fomos ver se precisavam de algo..dona Ioná esperava com mesa cheia de petiscos e uma jarra gelada de cajuada, que seu Sinésio ofereceu , tomei um pouco e minha esposa tomou meio copo de uma golada..Dona Ioná disse, isso leva a gente ao céu Dra…rimos..e petiscando e bebendo a cajuada, minha esposa soltinha começa a dançar um forró que tocava no rádio, Ioná dançando com ela..a campainha toca..e Sinésio vai atender dizendo..Vai começar a festa…
Quando retorna quase tive um troço…veio com ele um moreno claro de 2,00 X 2,00 , olhos claros e parecia quem?? Jasom MoMoa …quando minha esposa viu, tomou uma golada de um copo da cajuada…percebi na hora que os olhos dela quase pularam pra fora…enquanto eles os 3 conversavam na entrada disse a esposa..Vou por um balde embaixo da sua buceta ..pq tá pingando …recebi de resposta uma passada de mão na buceta e me deu pra lamber, toda encharcada..
Apresentados e esposa dançando com Ioná, o rapaz de nome Helio começamos a papear, sobre o casal estas coisas, quando Ioná teve de parar de dançar pra ir ver a janta, chamou Helio para dançar com minha esposa claro, se eu não achasse ruim, não me opus até pq nem danço porra nenhuma…quando começaram a dançar minha esposa se esfregava mais que o normal nele, ela virava o pescoço e ele já estava com a boca no pescoço dela…foi suficiente pra eu ver um volume na bermuda dele, que eu nunca tinha visto…10 minutos minha esposa para vem pega um copo de cajuada e vira, e parte pro banheiro, quando volta diz sussurrando no meu ouvido..Hoje vc vai ser corno e me deu sua calcinha na mão…percebi que iria rolar algo…
ela dançando sei Sinésio com dona Ioná me chama e diz que vão me ensinar…ele de frente e eu abraço por trás..só acompanhar minha bunda diz ela…
começamos a dançar…5 minutos o vestido de Ioná estava meio da cintura meu pau durinho, olho pra minha esposa e Hélio esta com a boca no pescoço dela….ela virando os olhos e com a mão dele na bunda dela…
Ioná acaba de tirar o vestido, me joga no sofá abaixa minha bermuda e começa a chupar meu pau, na hora pensei na minha esposa, que estava com o vestido todo levantado e Helio mamava seus peitos me soltei..vamos ver o que da…
Enquanto ela me chupava o Sinésio tirou um pau de uns 19 cm e bem grosso e foi enfiando nela que endoidava…Minha esposa estava sendo chupada na buceta e urrava igual uma cadela no cio…uns 10 minutos Sinésio disse que ia gozar e encheu a bunda da esposa de porra, que na hora me puxou e pediu enche essa velha de porra…fudi como a muito não fudia…uns 25 minutos disse que ia gozar…ia tirar o pau..e ele disse goza dentro ela vai precisar de muito lubrificante..senti meu pau dar 4 esguichos de porra.. minha esposa já havia gozado umas 5 vezes e Helio ainda chupava…
Ioná pegou Helio e jogou no sofá e disse ,,vamos ver mesmo o que tem ai…quando tirou a bermuda dele…assustei e minha esposa deu um ohhh nem sei se de medo ou tesão…ela deitou minha esposa e começou a chupar minha mulher…Sinésio deu ordem ao Helio que passasse toda porra que estava na bunda da mulher no pau..para servir de lubrificante,quando foi enfiando a buceta se abria toda..e ela pedindo mais…quando vimos…ja estava todinha dentro dela e ela gritava..que queria mais..não demorou muito ele disse que ia gozar e tirou a colocou de frente e foram umas 5 ou 6 esguichadas de porra e muita porra mesmo…
continua em outro para não ficar extenso demais

18 comentários sobre “Me tornei corno, mas salvei meu casamento

Deixe um comentário