Título: Comendo o casado de uberlândia

Título: Comendo o casado de uberlândia

Tenho 24 anos, sou de Uberlândia, tenho namorada, embora isso não me impeça de ter algumas aventuras casuais. O que irei relatar a seguir foi minha segunda experiência envolvendo homens.

Tudo começou quando entrei em uma sala de bate-papo, era noite, estava entediado e queria algo pra me divertir. Comecei a conversar com um contato chamado CuriosoUDIA, mas adiante ele me revelou que seu nome era André, tinha 35 anos, casado e louco por novas aventuras. Apesar de estar procurando por alguma garota safada, percebi que poderia me divertir conversando com André.

Começamos trocando informações, para nosso espanto mútuo morávamos na mesma cidade, o que mudava completamente a situação, começamos então a explorar assuntos mais íntimos, quando perguntei a ele:

– Tem alguma fantasia erótica?
-Olha, não costumo falar muito sobre isso, mas apesar de ser casado tenho um puta tesão de me vestir de mulher e ser dominado por outro macho….. – Ele respondeu

Quando li o que ele havia mandado, fiquei sem reação por alguns segundos, não esperava algo assim kk, mas fui tomado por uma mistura de curiosidade e tesão e continuei no assunto:

-Me conta mais sobre isso, você já fez isso alguma vez?
– Bom, tinha um amigo que também tinha esse fetiche, fizemos algumas vezes, mas ele se mudou de cidade e perdemos o contato como sou casado preciso de muito sigilo o que acaba dificultando tudo.

Nisso a conversa tomava outros rumos, tinha certeza que se topasse ele também toparia e o melhor de tudo era o sigilo que nos dois precisávamos. Resolvi propor então:

– Fiquei bastante curioso com tudo isso, podemos trocar algumas fotos e quem sabe rola algo?

Trocamos uma série de fotos de corpo, ele tinha um corpo comum, um pau mediano e uma bunda grande, em uma das fotos ele usava uma calcinha vermelha, ver seu pau embaixo daquela peça delicada e feminina me deu muito tesão. Retribui as fotos enviando fotos do meu pau e de corpo. Depois disso ele retruca:

-Se animar algo totalmente no sigilo podemos marcar, posso falar pra minha esposa que farei algumas horas extras e iremos pra algum lugar bem discreto.

Estava nervoso com a situação, disse que precisaria pensar mais a respeito, trocamos telefone e disse que retornaria algum dia.

No outro dia, acordei pensando naquilo e durante todo o dia aqueles pensamentos não me deixavam em paz, estava com medo de algo dar errado, mas ao mesmo tempo muita vontade de comer aquela bunda, fazer dele minha putinha e muitas outras sacanagens. Dois dias depois da conversa, tarde da noite, chega uma mensagem no meu telefone, era um número desconhecido me enviando uma imagem, quando abri me deparei com uma foto sua de quatro usando roupas femininas, aquilo foi a gota d’água. Respondi então:

-Assim você não me da alternativa kkk me fale qual dia, horário e lugar fica melhor e vamos fazer essa aventura acontecer.

Ele topou na hora e ficou de me avisar assim que soubesse. Passado uns dois dias ele me manda mensagem de novo:

-Ei amigo, minha esposa vai fazer uma viagem na quarta feira, nossa oportunidade perfeita, podemos nos encontrar as 23:00 em um motel reservado, o que acha?

-Topo! Vou dar uma desculpa para a namorada, tenho certeza que dará certo, mas tenho uma condição…. – disse

-Qual? Faço qualquer coisa pra te satisfazer – disse ele
– Quero essa bundinha bem lisinha e com uma lingerie bem gostosa- Respondi a ele

continua depois da publicidade

-Mas é claro, isso nem precisa pedir, mas vá bem preparado quero que me trate feito uma cachorra.

Nos dias após essa conversa só conseguia pensar nisso, sentia muita adrenalina com toda essa história, só de imaginar meu pau ficava duro feito pedra. Quando enfim chegou a quarta feira nos encontramos em um lugar e depois fomos ao motel. Tinha bebido algumas cervejas para me deixar mais solto, ele estava meio nervoso também,
mas disse que só precisava se preparar.

Quando entramos no quarto ele disse que iria ao banheiro para se trocar e voltava logo, demorou uns 10 minutos, mas quando saiu de lá usava um vestido, estava totalmente diferente. Fiquei doido de tesão e mandei ele ficar de quatro na cama. Ele rapidamente me obedeceu e empinou bem a bunda, deixando a mostra sua calcinha rosa,
rendada e bem delicada.

Comecei dando alguns tapas na sua bunda, ele gemia de prazer e implorava pra bater mais, nisso tirei meu cinto e continuei batendo na minha putinha, podia ver pela calcinha que seu pau estava duro, comecei a acaricia-lo na calcinha, seu cuzinho piscava sempre que passava meu dedo sobre ele.

Tirei meu pau pra fora, já bastante excitado também e ordenei:
-Fica de joelhos para mim!

Ele rapidamente atendeu a ordem e se ajoelhou na minha frente, meu pau já estava pra fora então comecei a passa-lo em sua cara. Ele cheirava, beijava e lambia, vendo seu prazer segurei sua cabeça e comecei a penetrar meu pau na sua boca, devagar e depois mais rápido e forte, as vezes ele engasgava, mas logo voltava a chupar.

Tava doido de tesão, nisso tirei seu vestido e pedi para que deitasse na cama, enquanto acariciava seu corpo. Seu pau estava quase estourando a calcinha, quando comecei a toca-lo ele gemia de prazer, tirei sua lingerie e continuei.

Depois disso ele voltou a ficar de quatro, totalmente nu dessa vez, seu cuzinho era apertado, lambuzei meus dedos com saliva e comecei a penetrar, enquanto forçava a entrada chupava suas bolas, que sensação maravilhosa, tanto para mim quando para ele. O tesão já estava no ápice, coloquei o preservativo para começar.

Seu cuzinho era bem apertado, mal conseguia penetrar meus dedos. Comecei com bastante calma, tentando botar apenas a cabeça da rola enquanto ele gemia e falava:

-Isso vai, come sua putinha…. arromba esse cuzinho…..

Vendo que ele estava gostando comecei a enfiar tudo, bem devagar no começo e depois aumentando a velocidade a cada metida, após alguns minutos ele já estava relaxado e gemia de prazer, comecei então a ir fundo e com força, sentia que estava arrombando seu cuzinho, nossas bolas se chocavam em cada metida, para aumentar ainda mais o tesão dava alguns tapas na sua bunda e chamava de minha putinha.

Trocamos de posição, ele resolveu cavalgar um pouco, como já estava relaxado foi bem mais fácil, ele gemia de prazer. Continuamos a meter por um tempo até que o coloquei de frente, levantei suas pernas e metia enquanto tocava seu pau duro, rapidamente ele gozou, bem farto e soltou gemidos de satisfação.

Nisso tirei meu pau do seu cuzinho, arranquei o preservativo e dei uma forte gozada na sua boca, uma das melhores que já havia dado na vida. André se encarregou de engolir tudinho.

Depois disso tomamos banho e fomos embora. Ficamos de marcar outra vez assim que sua esposa viajar novamente.

Caso tenho gostado do conto me envie mensagem no [email protected], seja homem ou mulher, podemos conversar e quem sabe algo mais….

5 comentários sobre “Título: Comendo o casado de uberlândia

  1. Eu topo inversão! Mas ainda sou fechadinho e depilado. Coloca só dedinho e se não doer deixo colocar dois. Mas primeiro quero chupar seu cuzinho e quero língua no meu tbm
    ZAP 24 998341353

  2. Sei que vc fica louca de tesão na bucetinha e o cuzinho chega a ficar molhadinho! Sei que precisamos de sigilo! Sei que vc quer desfrutar de um cuzinho de homem. O meu e fechadinho e depiladinho. Vc deixa eu gozar na sua bucetinha e depois limpar toda porra com minha própria língua e se vc pedir passo a porra pra sua boquinha e a gente se beijar gostoso
    ZAP 24998341353

Deixe um comentário