Chupeta Inesperada – Conto erótico gay

Hoje, comecinho de noite, estava voltado da casa de um amigo, que moram na cidade de Guarulhos, e como passei a tarde la num churrasco acabei tomando algumas cervejas e no caminho pra casa a mijaneira bateu forte e eu sabendo que o caminho pra casa ainda era um pouco longo, aproveitei que tem um Carrefour na Marginal Tiete e parei pra tirar a água do joelho.

Mercadão com poucos carros, ate por ser Domingo à Noite, entre no banheiro e logo Avistei um Coroa Gostoso no Mictório entrei numa das cabine, mas antes dei aquela manjada no macho, depois de tirar a água, sai da cabine e o mesmo estava lá nos olhamos e ele safadamente me mostrou sua ferramentas.

Na hora já me empolguei, já que a cerveja me tirou aquela timidez que eu não tenho, me aproximei do coroa e ele safadamente veio em minha direção com o Pau duro na mão e eu jã peguei pra mim, ele enfiou a mão por dentro do meu shorts e apertou com força minha bunda, nos olhamos e imediatamente nos beijamos.

Sabe aquela coisa de pele mesmo, quando o tesão fala mais alto e não precisa uma unica palavra.
Nos beijamos e eu punhetando ele, ele me chamando de macho gostoso, eu hipnotizado por aquele coroa gostoso.

Ele disse que queria me ver pelado, eu entrei na cabine, tirei a roupa e abri a porta, ele me puxou para o meio do banheiro, chupou meus peitos, com o dedo atolado no meu rabo, e sem dizer nada abaixei e comecei chupar aquele Pau Gostoso cheio de tesão, querendo seu leite na minha boca e de repente.

A porta se abre eu imediatamente entrei novamente na cabine onde estava minha roupa, com o coração a mil por hora.

Um Silencio mortal dentro do banheiro eu sentado no vazo, por uns 3 ou 4 minutos e escuto 2 toques na porta, destravei a porta e o coroa empurra a porta.

continua depois da publicidade

Imediatamente avistei outro homem, este Negro com mais idade, com aparência rustica, ao me ver sentado no vazo pelado, já deu um sorriso safado, o coroa estendeu a mão me puxando novamente pra fora e o outro venho em nossa direção, fiquei entre os dois e ambos vieram chupar meus mamilos, e o tesão voltou imediatamente, o coroa me olhou nos olhos e num tom autoritário, perguntou…

Chupa essa rola preta pra eu ver!!!

Sem nenhuma resistência cai de boca e passei a mamar um e outro,
ficamos dentro do banheiro numa putaria que parecia estarmos num motel, Gozei deliciosamente tendo meu rabo invadido por dedos cheio de saliva.

Fiz ambos gozarem e voltei para o reservado e me vesti.
Quando sai do banheiro, não avistei mais ninguém, entrei no meu carro com as pernas ainda bamba e ofegante e vim pra casa.

Que Loucura, que delicia…..
Há anos passo por este hipermercado e jamais poderia imaginar algo tão surreal assim…..

2 comentários sobre “Chupeta Inesperada – Conto erótico gay

  1. OLA. SOU COROA AINDA NÃO DEI. MAS TA MARCADO PRA ESSA SEMANA EU PERDER O CABAÇO PARA O LIMA.
    UM COROA QUE CONHECE NO HORTO FLORESTAL. JA NOS ENCONTRMOS , E LA NO HORTO CONVERSAMOS E DENTRO DO CARRO ELE PEDIU PRA MIM PEGAR NO SEU PAU. NÃO RESISTI QUANDO VI AQUELE PAUZÃO LIMPINHO , CHUPEI GOSTOSO . QUANDO ELE AVIZOU QUE IA GOZAR, CHUPEI AS BOLAS LAMBUZADA COM O LEITE. ELE GOZOU MUITO. PENA QUE NÃO DEU PRA TIRAR MEU CABAÇO NAQUELE DIA. COROA GOSTOSO QUERO DAR PRA ELE. EU VOU DEIXAR ELE. GOZAR DENTRO QUERO TUDO.
    DEPOIS VOU FAZER UMA CHUPETA DELICIOSA PRA ELE.
    SE TIVER UM COROA A FIM.
    DEIXE O ZAAP. 50 ANOS PRA CIMA.

Deixe um comentário