Trepando Gostoso com o Vizinho

Meu nome é Gerson e sou casado com Claudia, na época eu tinha 32 anos e ela 29. Ela tem 1,67m, 54kg, cabelos castanhos claros e olhos bem escuros, seios grandes e coxas grossas, mas uma bunda bem pequena, uma maçãzinha bem pequena. Mas mesmo sem uma bunda como a maioria das mulheres, ela me impressiona pelos seios. Este relato é sobre quando nossa vida sexual começou a mudar, precisávamos de um tempero em nossas em nossas vidas e começamos a fantasiar bastante. Falávamos bastante sobre ter outras pessoas em nossas transas, no começo um casal, mas depois somente um homem. Não percebi o rumo que a brincadeira estava levando até o momento em que ela quis fazer sexo

no quintal de casa, para que alguma outra pessoa (de preferencia homem), nos visse. E nessas vezes em que fazíamos sexo em nossa quintal, ao ar livre, foi que ela começou a massagear o meu ânus durante o ato. No começo foi meio estranho, mas quando menos percebi ela já estava com os dedos todos enfiados em mim enquanto transávamos. Em uma dessas ocasiões, tarde da noite, gostando cada vez mais de seus carinhos, pedi que ela tirasse o vibrador que usava no ânus para simular outro homem e colocasse em mim. Nunca foi tão bom. Depois de gozar muito e ter de recompor minhas energias deitado na grama ela disse “Puxa, vou ter que comprar outro vibrador, parece que esse já tem dono” e tem mesmo, falei suspirando. Enquanto Claudia ia entrando para tomar um banho e eu estava tirando o vibrador de mim, vi pelo vulto, que
alguém na casa do vivinho (o muro é baixo) estava nos espionando, estranhamente senti um tesão imenso. No dia seguinte, enquanto minha mulher fazia o
almoço (vestindo apenas uma mini-saia jeans e uma blusinha branca bem decotada), vi pela janela que nosso vizinho ´Roberto` tinha acabado de sair do
banho (estava com o cabelo molhado e apenas com uma toalha enrolada pelo corpo) e estava pendurando roupas no varal, fui ao quintal para dar alguma
indireta para ver o que sabia sobre o espetáculo que ele havia visto noite passada. Fui até o muro e o cumprimentei, ele é moreno, um pouco mais novo e mais
sarado. Estávamos conversando sobre assuntos desconexos quando caímos no de praxe e falamos sobre mulheres; quando minha mulher foi chamar para
almoçar ele comentou “E você não fica pra trás com um avião desses” não resisti e lancei: “Eu sei, é pior que ela me deixa louco não usando sutiã com
peitões daqueles” \”Você é um cara de sorte\” Nisso eu percebi que ele de leve mexeu em sua toalha e fez com que ela caísse para que eu visse seu pinto
duro por causa de minha mulher. Ao ver aquele membro duro (com 18 cm, visto posteriormente, o meu tem 13cm) eu disse \”Sorte é você por ter um pinto
desse tamanho!\” Ele riu e disse \”Obrigado, mas acho que quem tem mais sorte é quem pode senti-lo\” \”Com certeza, deve ser muito bom sentir algo assim\”
Ele pegou sua toalha e foi andando nu até sua casa e deu uma olhada para trás antes de entrar. Durante o almoço contei para a minha mulher sobre o nosso
vizinho e ela ficou toda molhada só de imaginar aquele pinto entrando nela. Combinamos de convidá-lo para tomar um vinho de noite em casa, mas achei
estranho quando Claudia disse que ela mesmo iria convidá-lo. De noite, quando estava arrumando o som da sala, ele chegou. Minha esposa abriu a porta
usando apenas uma micro-saia preta e um top vermelho que deixava seus seios quase pulando da minúscula blusinha. Levei um susto quando ela abriu a
porta, ele já estava pelado e foi logo entrando \”Você não achava que era o único que comia esse mulherão, não é? Ao mesmo tempo que fiquei surpreso
fiquei com um tesão enorme por saber que minha esposa já praticava nossas fantasias, ainda mais com um homem daquele. Ele começou a boliná-la e logo
tirou toda sua roupa (que não era muita) me aproximei e enquanto ela o lambia, Claudia segurou meu pinto sobre a calça e disse \”Que coisinha lindinha\”
Enquanto eles estavam num 69 tirei minha roupa e fiquei do lado esperando. Roberto saiu de baixo dela e disse \”Vai chupando ela que agora vou comê-la
como essa vaca merece. Vai lubrificando que ela vai tomar pinto de verdade agora!\” Por baixo dela chupando sua xaninha, fiquei maravilhado com e cena
daquele pinto grande vindo e pincelando ela. Até que ele disse \”Ainda não está bem lubrificado\” e enfiou o pinto e minha boca sem cerimônias. Chupei e
babei bastante e ele enfiou nela de uma só vez de tão sedenta que ela estava por pinto, gritou somente de tesão. Enquanto bombava nela, ele tirava seu pinto
para eu chupar e sentir seus fluidos misturados com o de minhas esposa. Senti que ele iria gozar e coloquei minha mão em seu saco, senti ele gozando em
Claudia, e na última gozada ele tirou seu pinto e ainda gozou um monte de porra em meu rosto. suspirei e comecei lamber antes que escorresse, Roberto olhou
e disse \”É Claudia, você estava certa, ele gosta da coisa\” \”E como gosta, quer ver? Gerson, me chupe e limpe minha xoxotinha arrombada para você me
comer quentinha de um macho verdade\”. Não demorei e caí lambendo aquela xana sugando todo o gozo daquele homem viril. Depois de sugá-la, botei-a em
frango assado, coloquei meu pinto facilmente e comecei a comê-la, ela olhou pra mim e disse \”Roberto, eu acho que falta algo para ´animar` o Pedro, o que
você acha?\” \” Com certeza\” Ele foi até ela onde ela o sugou e babou bastante para lubrificá-lo e ele veio atrás de mim. Ele pincelou meu ânus e disse \”Ha!
Já está piscando todo para mim! Esse seu marido além de corno é uma bichinha mesmo.\” Colocando aquele pintão em mim, fui às estrelas, perdi os sentidos,
tive espasmos no meu ânus e meu pinto até ficou mais duro. \”Nossa, que cuzinho gostoso!\” Roberto dizia, \”Vou gozar já já nesse corninho que gosta de
levar vara!\” Quando senti sua porra dentro do meu ânus não aguentei e berrei tendo o melhor melhor orgasmos também. Gozei muito, mas Roberto gozou
ainda mais em mim, mesmo sendo sua segunda gozada. Sai de Claudia e fiquei parado sentindo os espasmo do meu ânus em seu pinto. \”olha, não achava
que seu cu era tão gostoso, melhor que de muita mulher por aí\”. Claudia me deu um beijo gosto de língua e disse que me amava muito. Pegou Roberto e
disse que iria dar um banho nele enquanto eu descansava. Fiquei uns quinze minutos deitado no chão sem me mexer, apenas descansando. Depois fui tomar
um banho e Claudia e Roberta transavam em nossa cama, quando sai do banho eles estavam descansando e me juntei a eles. Ainda temos muitas outras
aventuras e histórias, quem gostou ou quiser conversar comigo e minha mulher mande um e-mail para a gente:

4 comentários sobre “Trepando Gostoso com o Vizinho

  1. Nossa amei essa aventura. Eu tb tinha um amante que nós fazia mts loucuras, mais derrepente acabou ele não me procurou mais e nem eu e agora ficou so na vontade.

Deixe um comentário