Submissa, dominada por dois machos alfa

Terminei o último conto dizendo:
“Pela primeira vez eu neguei fogo em casa..A patroa querendo, mas você me deixou sem forças e completamente satisfeito..Tô apaixonado!” ..Na hora não me preocupei, mas ele falava sério…
Olhei e ele estava online no Talks quando o chamei:
O quê você fez com a minha calcinha?
Ele disse:
Está muito bem guardada, com seu cheiro, com seu gosto, com seu mel.
Perguntei apenas para desconversar sobre o assunto anterior. Continuamos conversando quando ele me disse que precisava me encontrar novamente e dessa vez precisava de um tempo maior pra gente.
Não sabia como, afinal, ele casado, trabalhando juntamente com a mulher, eu também casada, enfim..eu também queria muito. Confesso que eu não estava apaixonada por ele, mas havia uma energia sexual muito grande entre nós dois, era algo que tomava meu corpo, meus pensamentos, me dominava e eu queria mais.
Fomos amadurecendo nosso plano..e começamos a nos falar mais por celular, e-mails, Talks. Teve uma vez, num final de semana a tarde que eu estava em casa com meu marido e ele na dele mas a esposa tinha ido na casa da mãe dela e ele conseguiu um tempinho sozinho mas antes me mandou uma mensagem dizendo que me ligaria e que era pra eu fingir atender uma amiga, que ele só precisava me dizer uma coisa.
Celular tocou..domingo, futebol, marido na sala..eu atendi:
Oi Deia! Tudo bem?
Do outro lado, ele:
Oi minha delícia! Eu estaria melhor se estivesse com você agora..tô louco de vontade. (eu já estava molhada só de ouvir a voz dele bem pertinho no meu ouvido)
E ele continuou:
O quê você está fazendo?
Eu:..Estou fazendo o trabalho de economia, enquanto meu marido assiste ao jogo..mas posso falar sim, amiga.
Ele deu uma gostosa gargalhada e disse: ..Você é sedutoramente safada demais. Olhando pra o maridinho e falando com seu outro macho.
Eu suspirei fundo mas de forma a não chamar atenção e disse: – E então amiga, você pode me ajudar no trabalho?
Ele: Teremos a oportunidade ideal pra passarmos mais tempo juntos e esta semana..Consegue o próximo sábado só pra gente?

continua depois da publicidade

Eu: Claro amiga..que bom que você me avisou com antecedência, assim consigo me programar direito..Você sabe, faculdade, trabalho..tudo muito puxado.
Ele dando risada disse: Eu poderia ter enviado um e-mail, mas eu queria ver como você se comportaria falando comigo na frente dele…Tô com maior tesão agora. Só me diz sim ou não..Está de vestido?
Eu: Sim.
Ele: Você não consegue dizer que vai encontrar a “Deia” pra pegar alguma coisa, uma desculpa qualquer..só preciso te ver.
Eu estava louca nessa hora, inebriada pelo perigo, desejo..eu disse sim, vou aí rapidinho e pego com você.
Ele: Isso..é rápido, só preciso te ver. Minha mulher acabou de sair, foi com a mãe pra casa dela e pediu para eu ir buscá-la mais tarde. Sabe o bairro novo “Villa”, fica no meio do caminho pra mim e pra você e lá é bem tranquilo, vou estacionar perto do bar..quando estiver chegando me liga.
Eu: Ok..vou aí rapidinho, já deixa o livro separado pra mim…Beijo!
Do jeito que eu estava, um vestidinho leve de alças, estampado, bem fresquinho..só soltei o cabelo, coloquei uma rasteirinha nude com pedrarias que eu tinha, um hidratante labial apenas…peguei a chave do carro e disse para o meu marido: – Amor..enquanto você está assistindo ao jogo vou ali rapidinho na Déia pegar um livro que eu preciso e já volto. Ele mal deu atenção, só disse vai sair assim mesmo?
Eu falei: Porque? Tô mal vestida? …E ele disse; – Não, mas você geralmente se arruma mais pra sair. Eu disse: Verdade..mas isso não é sair, só vou buscar um livro. Dei um beijo nele e fui.
Quase chegando eu liguei pra ele, logo o avistei..ele entrou no carro e dirigiu me guiando até uma rua onde a maioria das casas ainda estava em construção. Eu desci do meu carro e fui pra o dele que tinha os vídros escuros. Escutei quando ele destravou as portas e eu já entrei no banco de trás e logo ele estava lá comigo.
Ele me beijava como um ser faminto enquanto passava a mão pelo meu corpo. Ele estava tão louco de desejo e também mal tínhamos tempo que me mandou tirar a parte de cima do vestido, deixando meus seios de fora enquanto ele já colocava a camisinha. Ele me deitou no banco de trás e se debruçou sobre mim beijando a minha boca ardentemente, depois meus seios..quando só senti ele colocando a minha calcinha de lado e logo fui preenchida por aquele pau que vinha me enlouquecendo, me fazendo ter atitudes impensadas e insanas. Juro, quando senti aquele pau entrando na minha buceta, me preenchendo toda, me desconectei do mundo..naquele momento éramos só nós dois, aquele momento era só nosso…ele era meu macho me fazendo sua mulher. Era uma situação tão excitante que não demorei a gozar e ele também não.
Já esperta..lencinhos na bolsa…eu me limpei..ainda nos beijamos um pouco e ele me entregou o livro…”o motivo da minha saída”. Nos despedimos..peguei meu carro e voltando pra casa, confesso..voltei no automático, pois minha cabeça tinha ficado lá atrás.
Cheguei em casa o jogo ainda estava no segundo tempo…Fui para o quarto e coloquei o livro sobre a cama com minhas apostilas e fui tomar um banho dos pés a cabeça. Desta vez não rolou oral, não rolou anal, mas ainda assim extravazamos um desejo que era muito forte..Só então parei pra pensar na loucura que eu tinha acabado de fazer kkk. Não nos falamos mais naquele final de domingo. Mas rolou uma partidaça em casa naquela noite..meu marido também fez alguns golaços alí mesmo na sala de estar.
No dia seguinte logo cedo vi uma mensagem dele na minha caixa de entrada:
“Sábado você será só minha.”
Aquele homem já estava exercendo um nível de dominação sobre mim..que eu simplesmente dizia sim a todas as suas ideias. (continua..)

Luíza

Deixe um comentário