Sadomasoquista katya – Conto Erótico

Queridos o que escreverei é exatamente o que me aconteceu neste final de semana! Tive uma das melhores, senão a melhor, experiência de minha vida!
Fui iniciada pelo meu Dono e Senhor DOM GRISALHO.

Sou ainda novata como escrava, vou contar o meu primeiro encontro como propriedade de meu Senhor DOM GRISALHO. Bem antes um pouco de mim no mundo baunilha, sou casada e o meu marido (Otávio), desde que nos casamos nunca me satisfez na cama.

Ele se esforça muito para conseguir gozar, às vezes tenho que ficar durante duas até três horas tentando que ele consiga satisfação. Procuro buscar as posições mais diversas na tentativa de ver um pingo de esperma sair daquele pau, aliás, que é muito pequeno, rsrsrsrs.

Acreditem é uma coisa terrível, mas o ajudo porque o que me prende a ele é a generosidade, o respeito, o carinho, a ingenuidade e é claro a sua grande atenção para mim, eis que sou alvo de seu amor. Sua amabilidade e carinho são explícitos, que chega até a gerar inveja com minhas amigas quando veem a forma que me trata.

Valorizo o amor que ele me dá, mas eu preciso de mais que apenas demonstrações de carícias e afeição, necessito de prazer sexual, quero trepar e sentir um homem verdadeiro me tendo como ele quiser, ser usada como puta na cama, mas Otávio não tem como me dar o que meu corpo exige.

Para manter-me ao lado dele, há anos que dou umas escapadas com algumas amigas e, às vezes, sozinha, buscando alguém que me dê prazer. E ele nunca soube de nada, embora eu ache que ele até saiba ou desconfie, mas faz vista grossa para minhas safadezas, nunca perguntei, então deixemos como está.

Vou lhes contar minha iniciação como escrava de DOM GRISALHO – sou muito feliz, Ele preenche o que preciso, em termos de sexo e humilhar-me como adoro, pode ser até loucura para quem ler, mas adoro ser xingada, apanhar, rastejar, lamber os pés e o corpo todinho D’Ele, só para D.G. claro, rsrsrs

A alguns meses atrás, num sábado, ao invés de ir a uma reunião da Igreja (falei pro Otávio), as 16h00min, pela primeira vez, encontrei-me com ele em uma churrascaria! Comemos uns petiscos e conversamos um pouco, onde me detalhou e explicou os seus desejos e o que espera de mim como serviçal e fomos para um motel!

Meu DONO escolheu a dedo o local que me levou, tratava-se de uma bela e cheirosa suíte num motel bem conhecido de São Paulo! Na garagem levantou minha saia (eu estada sem calcinha, conforme Ele ordenou) e deu o primeiro tapa na minha bundinha, foi delicioso sentir a palmadas do homem que me domina. Tirei a saia, fiquei descalça e fui à sua frente ao quarto, sabia que Ele estava olhando meu traseiro.

Ele se deitou na cama e me chamou para ficar ao seu lado, me puxou e me beijou! Delicia, delicia… Adorei aquela língua molhada dentro da minha boca! Foi maravilhoso!

Ele retirou sua camisa e com um sorriso nos lábios me fez ir para o chão, porque lá era meu lugar, aos seus pés!

Por longos e vários e vários minutos, onde EU não sabia o que viria em seguida, apenas fiquei imóvel aguardando suas ordens.

Ele levantou-se e tirou meu anel de casada, jogou-o dentro de um copo numa mesa próxima e, acreditem, fiquei molhada com a atitude de meu Senhor. Logo depois, Ele abriu uma cerveja, bebeu e deu-me o copo pela metade de liquido, mandou-me beber com os olhos fechados e, assim fiz, com cuidado para não engolir a aliança que estava dentro. D.G. começou a desabotoar sua calça, eu prontamente supliquei para abrir e retirar sua roupa.

Ele pegou minha cabeça e direcionou de encontro ao seu mastro, já teso dentro de sua cueca azul! Esfregou meu rosto e ao puxar a cueca, seu mastro pulou para fora e exalava um cheiro muito gostoso, inebriante e ali mesmo de joelhos, aos pés de meu Senhor eu o chupei com vontade, fazia questão de esfregar aquele cacete duro em minha cara, e logo em seguida recebi outro tapa, este bem mais forte que o primeiro!

Fiquei com a “cara” vermelha, mas sabia que iria merecer muitos mais tapas de meu Senhor. Nunca me senti tão humilhada, sendo esbofeteada por alguém, mas acreditem excitei-me demais, de minha buceta saia aquele liquido tão gostoso antes do orgasmo.

Ele deitou-se na cama e ordenou que eu o chupasse, mas que fizesse direito senão iria levar muitas palmadas! Ele grita e ordena que eu faça direito, cospe na minha cara, uma, duas três vezes! Pergunta se sou digna de estar chupando ele!

Respondo que quero merecer essa honra, embora eu nada valesse em comparação a ele! Ele me empurra da cama e me faz ficar de quatro no chão, onde ele monta em mim e bate em minha bunda, me chama de vadia, diz que não sou nada, que não mereço ser sua escrava e bate, bate mais em mim! Que delícia………

Meu tesão está à flor da pele, o desejo toma conta de meu corpo! Ele deita novamente na cama e me puxa, faz com que eu o chupe novamente, cospe mais uma vez na minha cara, parece um tanto bizarro, mas confesso a vocês que me senti realizada sofrendo tais humilhações do “Meu Senhor”, que há essa hora já havia se tornado meu Dono.

continua depois da publicidade

Manda que eu faça abra bem a bucetinha e o cuzinho a Ele para vistoriar se havia algum pelo, e com muita vergonha eu o fiz, meio que desajeitada. Fiquei ao seu lado e dessa vez ele me fez ficar quase num 69, onde ele pôde enfiar seus dedos em minha bocetinha molhada, enquanto eu o chupava mais uma vez, Ele dedilhava e enfiava seus dedos, e nisso tive meu primeiro orgasmo!

Continuei a chupá-lo, puxou os bicos de meus seios duros, puxou tanto, estava doendo, mas o tesão era muito maior.

Ele bateu em minha cara, não era pra demonstrar dor, mas para que eu saiba de sua superioridade, que estou ali para satisfazê-lo da forma que ele quiser. Fez-me levantar as pernas e bateu em minha boceta, deu diversos tapas nela!

Eu ali, entregue nas mãos daquele homem que me conquistou e que tomou posse do meu ser, do meu corpo e agora pra sempre de minha alma!

Ordenou que eu ficasse de quatro e sem dó, de uma vez enfiou seus dedos dentro de mim novamente. Não sei ao certo quantos conseguiu, mas sua vontade era de enfiar a mão inteira! Gozei de novo!

Sentir suas palmadas deliciosas em minha bunda me deixaram em êxtase, nunca pensei que sentiria tanto prazer em minha vida! Foram momentos maravilhosos, não terminados, porque ele me colocou para chupá-lo e dessa vez teria que ser ate ele gozar na minha boca!

E eu o fiz, não sei se com maestria, mas eu engoli aquele mastro duro em minha boca com tanta vontade, maravilhoso foi o sentir pulsar em minha boca. Então ele começou a gemer e pulsando derramou seu leite em minha boca!

E como era gostoso beber seu leite!! Segurou minha cabeça e ordenou que eu ficasse com ela por uns instantes e depois engolisse todinha, sem deixar uma gota sequer escapar! Meu DONO gozou gostoso, parecia que o leite de meu Senhor não ia acabar mais, e não ia deixar mesmo, quando finalmente acabei de engolir seu leite, me mandou abrir a boca e verificar se realmente tinha engolido tudo!

Batendo em meu minha cara, disse: – boa menina!

Deitei ao seu lado e baixando meus olhos disse!

-Obrigada meu Senhor!

Ficamos beijando e fomos tomar um banho, depois de um tempo começamos tudo de novo, rsrsrs. Sou totalmente de DOM GRISALHO. Não tem volta. Como Ele me tratou foi definitiva, sou D’Ele totalmente e sem nada em contrário.

Meu Senhor pode fazer o que quiser comigo, confio e já sei o seu caráter. Meu Dono é correto, posso confiar, pois seus atos só comprovam como tive sorte em encontrá-lo.

Mas, o tempo era pouco a nós dois, conversamos mais alguns minutos. Foram tantos detalhes que não da para narrá-los todos, mas os instantes que passei e a experiência em si, de ter um DONO e ser despertada para ser uma cadela para um homem como DOM GRISALHO, com suas mãos usando meu corpo a seu bel prazer, depois de tanta espera, foram sensações indescritíveis. Com a mão firme de meu Senhor, hoje me sinto mais livre das opressões em que vivia, opressões estas em que não podia realizar minhas fantasias e desejos, hoje sou mais leve e mais Mulher.

Ele foi ao banheiro e mandou que eu me arrumasse, iríamos embora! Uma tarde maravilhosa com o meu Senhor!

Digo a vocês, como é bom ter DONO, ainda mais um como DOM GRISALHO.
.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

OBS.- Se você desejar receber outros contos de minha autoria, entre em contato através do e-mail: [email protected], ficarei satisfeito por poder mostrar-lhe meus trabalhos.

1 comentário sobre “Sadomasoquista katya – Conto Erótico

Deixe um comentário