Empregada evangélica da o cu pra outro sem o noivo saber.

Sou a Remara e sou evangélica e noiva e já dei boceta e mamei algumas cacetas, porém sendo evangélica é ensinado que a mulher não deve dá o cuzinho dela, mas a mulher tem desejos e meu noivo só colocava a cabecinha em cima e brincava de meter e ele se acabava na punheta molhando minha rosca e minha vida seguia normal.

E sabe como é a vida tá difícil e meu marido consegui um emprego pra mim de empregada na casa de outros amigos evangélicos e eu trabalhava apenas uma vez por semana.

Porém veio passar uns tempos na casa da patroa um cara e um dia o encontro no quanto e não me viu chegar e ele estava na cama batendo uma, até que ele começou a acelerar e saíram espermas e me refiz e sair dela indo pra casa direto ao banho e mesmo sendo evangélica sou mulher e me masturbei pensando que ele me desse umas tapas na cara e me fizesse mamar delicadamente a vara e por fim me arrombasse tanto na frente como por trás e gozei na siririca pensando nele.

Eu estava me tornando uma vagabunda? Até aqui não, mas se uma evangélica tem a oportunidade de chupa uma pica e até da à boceta, ela não da? E aproveitei que ele ficava sozinho na parte da tarde eu disse ao meu quase marido que ia à casa da patroa e troquei de roupa pondo um shortinho que entrava na fenda da xana e agora sim eu me sentia putinha e estava louca pra da à boceta.

E eu sabia que ele estaria sozinho e conversando com ele eu olhava na direção ao pau dele e eu apertava as pregas do cuzinho imaginando o pau dele dilatando tudo e passava o dedo na xota e dei todas as intenções, mas acho por ele achar que sou evangélica não deveria me cantar e o tempo era curto e voltei pra casa, até que tomei uma decisão antes dele ir embora eu queria da pra ele, mas depois de uma reflexão vi que era errado e fui pedir “conselhos” a uma amiguíssima que a todos sempre se mostrou corretos, a filha do pastor.

E falei da vontade em ser meretriz e ouvir atentamente seus conselhos e fui me surpreendendo ao ouvir falar que não tem nada de mais em ser vagabunda, que ela assídua de motéis e assim ela me passou lições de ser meretriz e já que ele iria embora é só voltar ao templo e orar pelos deslizes e segundo ela faz assim, ela dar pra alguns e volta ao namorado o beija e ele nem nota e quando ela está com a boceta ardidinha ela da o cuzinho e ninguém nem desconfiar da meretriz que é.

E pensei comigo, ao invés dela passar sermão e puxa minha orelha e dizer que é errado e me fazer pagar penitência, pelo contrario ela ainda me instiga a ser vadiona e com conselhos desse tipo qual a mulher que não fica com a boceta coçando? E sendo assim botei novamente o shortinho e um micro calcinha que mostra o rego e eu ia ser cadelinha cachorrinha e ia atrás de um cachorrão e quando a mulher quer e tem sorte era tudo que eu queria e ele estava no banho e pensei se é pra ser putinha eu tenho que ser rápida e fechei a porta da casa e na maior cara de peroba vou até onde ele estava e digo que queria fazer xixi.

O que faltava nisso? Uma evangélica que ouviu conselhos fazendo xixi e um homem pelado ao lado. E foi sentada no vaso sanitário que logo disse, me deixa ver teu pau? E se tu deixares pegar eu bato uma pra ti e nisso ele abre o Box e veio até onde eu estava e disse que sabia que eu queria, e vem só quando ninguém não estiver e sou louquinha pra chupa e agora bate pra mim.

E eu estava fazendo xixi e pequei e iniciei a punheta e começou a crescer e pus na boca e olhei pra ele e falei isso fica só entre nós e ele alisava meus cabelos a dizer que eu era evangélica chupeteira e que eu queria sentir o gosto de pomba e pra mulher que gosta de chupa pica isso é um elogio e mamei delicadamente, mas foi quando ele disse chupa cadelinha que comecei ao vai e vem rápido e após alguns minutos senti o pau dele inchar e me segurou pela cabeça e começa a foder minha boca e pronto recebo o esperma e ele me fez levantar e fecha a tampa do vaso e me fez sentar no pau dele e quando sentava ainda caíram gotas de xixi no pau dele e isso o excitou.

E sentei aos poucos e ele sentir o impacto do pau abrir a boceta e eu não sabia que era tão gostoso ser puta no sobe e desce e fiz isso até ele goza na boceta e melhor e ele disse que íamos tomar banho e ainda dava tempo e com sabão o lavei e com minhas mãozinhas o punhetei e foi à vez tocar uma siririca pra mim e quando menos eu o espero me vira de costa e mete o dedo no meu furinho.

É verdade que eu queria da o cuzinho, mas tentei me sair e ele me segurou e socou o dedo. E eu não sabia o prazer e rebolei e ele disse algo que me deixa passiva… Agora eu vou comer e eu com as mãos na parede com a água escorrendo pelas costas e o pau dele roçando na minha bunda e louco pra acertar o buraquinho e recobrei o juízo e disse eu não vou aguentar. Porém eu fui atrás agora é justo aguentar tudinho e da o cuzinho para ele.

E se eu o deixei meter o dedo era hora de deixá-lo comer. E nunca vou me esquecer do primeiro homem a meter no meu cu e a sensação do pau dilatar as pregas que aos poucos cedeu e quando ele tirou, eu passei sabão no cuzinho e ele meteu de novo e foi delicioso rebolar e ele foi foder com vigor a bundinha de uma evangélica fervorosa. E eu me sentia anestesiada que disse a ele, se satisfaz nessa mulher que já chupou tua pica e não satisfeita sentou na tua vara agora aproveita e fode a bunda dela e se vier passar uns tempos aqui à gente vai pra motel e invés de ir orar eu vou dar bunda e não de preocupa eu despinto aquele outro e leitor foi assim que recebi a primeira gozada de um homem na argola e sentir que escorria.

E acredite na hora fiquei envergonhada e me apronto, mas bem na porta antes de sair ele me agarrou e abaixou meu short e fiquei com a bunda a mostra e sabe o que fiz? Abri com as mãos a bundinha… Enfim quero dizer que na porta da saída ele e me enrabou com força e voltei pra casa com resíduo de esperma no cuzinho, na verdade cheio de leitinho e ao entrar em casa meu quase marido estava vendo Tv e fiquei com pena dele e fui até ele e chupei o pau dele, e a noite eu decidi que tinha que o compensar e dei a bundinha pra ele e ele acha que foi a primeira vez que dei o cuzinho porque ardeu muito e sorte dele que ele acha isso. E dois dias depois voltei lá e fomos ao banho e na cama dele e dei a bundinha como despedida. E evidente que corri pra casa e dei no banheiro pro meu noivo também e o levei pra cama e dei a bundinha e gozei na siririca e semanas vieram e depois casei.

E o cara não veio mais passar na casa de patroa e por isso levo meu marido na hora que vou fazer xixi e mamo o pau dele lembrando o que fiz antes e até então eu jurava que nunca mais ia fazer isso com outros, mas é que vieram outros três amigos dos vizinhos há passar uns tempos na casa da vizinha e estou feita foi um mês fodendo e adivinhe o que eu faço com os três no banheiro dos motéis? Adoro a vida de meretriz então invés de dar pra um porque não da pro três de uma vez só? E a mulher que da assim sabe que é muita porra na boceta e no anel de couro.

E saindo dos motéis fui orar todas às vezes. Afinal ninguém pode descobri que saiu de casa pra foder e chego pra orar e trago nos lábios resíduo de esperma e meus vizinhos nem meus patrões desconfiam que eles tenham uma empregada evangélica e puta. É claro que quando chego dou uma piscada pra filha do pastor e ela sabe que fui meretriz e dou um beijo no meu agora marido e ele não sente o gosto de rola e fico feliz da vida em ser empregada vadia.

…O problema é que um dia ele me flagrou dando o cu pra outro e não me contou nada.

Autora… Maísa Ibida relatando pra quem não sabe que evangélica adora da o cu e o maridão facilitava, mas ele vai guardar segredo até ele pedi pra ela dar numa viagem excussão que vão fazer.
Aos leitores do contos vip um abraço.

10 comentários sobre “Empregada evangélica da o cu pra outro sem o noivo saber.

  1. Ricardo muito me agrada saber que um homem se deliciou e diferente que muitos homens pensam envagelica da muito o cuzinho sim e quando mais é ensinado que ela não deve dar mais elas correm atras de uma boa rola na bunda.

  2. Ricardo muito me agrada saber que um homem se deliciou e diferente que muitos homens pensam envagelica da muito o cuzinho sim e quando mais é ensinado que ela não deve da mais elas correm atras de uma boa rola na bunda.

  3. nossa adoro cuzinho Remara e Maisa, gostei muito deste conto que fiquei de pau duro e tive que bater uma e gozar pensando nesse cuzinho delicioso, se quizerem manda convite no face ; ricardo silva([email protected]) ai podemos conversar sobre sexo…bjossssss

Deixe um comentário

Esconder
Mostrar