Minha esposa Daniela não sabe esperar.Tomou banho com os encanadores em casa

Minha esposa Daniela é muio ansiosa e não sabe esperar,fruto de uma educação mimada que teve dos pais ,mais tem horas que as atitudes dela me assusta e parece inconsequente.Daniela tem 27 anos,morena de cabelos preto e com a pele branca,que da a carinha de meiga e carinhosa para quem conversa com ela.Ela é gerente de uma empresa na minha cidade.Ela muito gostosa e tem um bumbum delicioso de tocar e beijar.

Ontem minha esposa acordou atrasada para ir ao trabalho e foi para o banheiro tomar seu banho.Eu esqueci de avisar que iria dois amigos encanadores para consertar um cano da pia que estava vazando .Ela entrou no banheiro,tirou sua roupa,ligou o chuveiro e começou a se deliciar com o banho,para despertar. Passou um minuto que a água percorria seu lindo corpo, a campainha tocou,ela não sabia quem era ,pois eu tinha esquecido de avisar que meus amigos do bar Carlão e Douglas iria de manhã fazer um serviço para mim.Ela fez uma cara de decepção ao ouvir a campainha tocar no seu momento sagrado de despertar pela amanhã que era seu banho .Ela já tinha ensaboado o seu lindo e escultural corpo .Mais a campainha insistiu e ela se enrolou na toalha e foi atender a porta,olhou no olho magico e viu que era dois rapazes que ela já tinha visto no bar com o marido . Então ela enrolada na toalha abriu a porta e perguntou o que eles queriam? Carlão prontamente falou que o seu marido pediu que viesse consertar o cano da pia e que eles gostavam muito do marido dela e priorizaram pela amanhã.Ela ficou se resposta.Pois afinal eles estavam com boa intenção.

Ler maisMinha esposa Daniela não sabe esperar.Tomou banho com os encanadores em casa

Me exibi para o entregador de gás safado

Me exibi para o entregador de gás safado. Eu me chamo Júlia, sou uma dona de casa de 35 anos, sou casada mas não tenho filhos. Eu e meu marido optamos assim porque a gente queria ter liberdade para curtir nossa vida sexual, que por sinal é bem safada. Nós dois curtimos muitas novidades na cama, a gente já fez sexo a três, já fizemos swing e sempre fico viciada em fazer novas sacanagens rs.

Eu comecei a sentir tesão em me exibir, eu ficava de camisola bem transparente e calcinha na janela do apartamento para que os vizinhos do prédio da frente me vissem. Isso me despertava um tesão gigantesco do caralho e quando meu marido saía para trabalhar eu passava o dia todo de calcinha e ceom os peitos de fora, observando alguns vizinhos me olhando com cara de safados.

Um dia comecei a ver vídeos de sexo de mulheres transando com o entregador de pizza, encanador, eu achava todos os vídeos bem falsos mas me dava muito tesão, e fiquei me imaginando no lugar daquelas safadas, doidinha pra levar pica daqueles morenos suados, com cara de machos brutos e enquanto assistia minha bocetinha escorria, eu ficava louca, brincava com meu grelo, gemia de prazer e gozava muito gostoso.

Ler maisMe exibi para o entregador de gás safado

Fodi a manicure da minha mulher

Fodi a manicure da minha mulher. Eu me chamo Augusto, mas todo mundo me conhece como Guto. Tem 2 anos que sou casado com a Marcela e no bairro onde moramos tem uma novinha muito gata de uns 19 anos chamada Aninha. Ela é gostosa pra caralho, tem um bundão e é baixinha, mas uma baixinha bem feita, muito sexy.

Ela ia toda semana lá em casa, era de lei e eu volta e meia tava assitindo jogo sem camisa, só de samba canção no sofá e percebia que ela me olhava de um jeito safado quando minha esposa não tava. Aquilo começou a despertar meu tesão por ela e eu acabei ficando louco por essa mulher, desesperado para comer ela.

Ela aparecia aqui de shortinho, com vestidos justos e eu podia ver a forma da sua bunda e meu pau ficava duro, eu tinha que tocar punheta pra aliviar um pouco aquela vontade. Um dia cheguei a comer minha mulher pensando nessa cachorra, pela forma que ela me olhava tava na cara que ela queria me dar.

Um dia minha mulher saiu apressada porque ligaram pra ela por conta de uma entrevista de emprego e ela atrasou mais que o normal, aí a Aninha veio aqui atrás dela e eu disse onde ela tava e a convidei para entrar. Ela entrou, a gente começou a conversar e a troca de olhares ficou mais safada, até que vi ela dar uma cruzada proposital de pernas para eu ver a boceta dela pelo vestido. A safada tava sem calcinha, foi rápido mas deixou meu pau duro.

Ler maisFodi a manicure da minha mulher

Enrabada pelo chefe do meu marido

Meu nome é Eliana, sou casada, 36 anos, loira, branca, dois filhos e moro em Araraquara/SP. Eu sou uma mulher vaidosa, sou aquela magra falsa e alta, com um corpo atrativo, cabelo curto olhos cor de mel, rosto bonito, boca deliciosa e sedenta para chupar uma pica, seios ainda duros. Tenho uma bela bunda e coxas e pernas bonitas, meu marido é funcionário público de uma cidade aqui próxima. E esta é minha história de vidas entrelaçadas.

Conheço meu marido há 5 anos e nós queremos bem, casamos há 3 anos, mas enquanto namoramos nunca tivemos relações sexuais por ele ser do tempo antigo. Eu já queria, mas ele nada e depois de casada ele só quer comer minha boceta. No início não me incomodei, até gosto, ele me fode gostoso, mas o problema é que há muito tempo venho sentindo um desejo imenso de fazer sexo anal com ele.

Estou sempre oferecendo meu cuzinho para ele, mas até agora nada. Perguntei se ele não sente tesão de me enrabar e ele me respondeu que nunca gostou de comer lado B de uma mulher e que preferia só minha boceta.

Desde então eu nunca mais toquei no assunto, só que isso me machucou. Me sentia insatisfeita, minha vida sexual incompleta. Para mim eram noites de sofrimento, e duro de suportar, pois minha vontade de iniciar sexo anal era muito forte. Era tudo que eu mais queria. Passei a dormir sem calcinhas, com a esperança dele mudar, mas nada.

Ler maisEnrabada pelo chefe do meu marido

Oi pessoal, meu nome é Isabela, tenho 22 anos e este é meu primeiro conto erótico, acho que já li todos, adoro essas histórias ou estórias picantes que vocês contam! Tenho 1,79m e peso 70kg, cada quilo bem distribuído, tenho uma bunda de dar inveja a qualquer mulher e minha cintura e bem feita, meus … Ler mais

O casamento

Eram 7:30 h, quando o relógio despertou, Osvaldo mal conseguia olhar um palmo à sua frente, esticou a mão e desligou o aparelho, o qual sinalizara – apesar de ainda precisar dormir – era hora de acordar. Osvaldo acordou, se aprontou e, em um pouco mais de 30 minutos, já estava na rua, dirigindo-se para … Ler maisO casamento

Esconder
Mostrar